Foto: Canal Consulta Pública
O programa Farmácia Popular distribuirá 40 medicamentos de forma gratuita aos beneficiários do Bolsa Família, maior projeto de transferência de renda do Brasil. O anúncio foi feito na última quarta-feira (7) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).


Atualmente, é possível ter acesso a alguns remédios gratuitos, mas parte da lista é vendida com descontos de até 90% ao consumidor. Após a decisão do governo, os seguintes itens também passarão serão incluídos na relação de produtos com custo zero:

4 anticoncepcionais;
2 medicamentos para a doença de Parkinson;
3 apresentações da sinvastatina;
3 opções para controle da rinite;
fraldas geriátricas.

A população geral, incluindo os beneficiários do Bolsa Família, já podem pegar de graça outras 22 medicações para controle de asma, diabetes e hipertensão. A lista completa pode ser consultada no final da matéria.

Como retirar os medicamentos
Segundo informações do governo, não será preciso se cadastrar para retirar os produtos, já que a identificação será feita por meio do sistema do Farmácia Popular. Para solicitar a medicação, basta comparecer a um estabelecimento identificado com o selo “Aqui tem Farmácia Popular”.

O cidadão precisa apresentar o documento identidade com foto e o número do CPF, além da receita médica dentro do prazo de validade. Não é obrigatório que o receituário tenha sido feito por um profissional do SUS.

No caso das fraldas geriátricas, é necessário ter mais de 60 anos ou ser uma pessoa com deficiência, além de entregar prescrição, laudo ou atestado comprovando a necessidade do uso.

Lista de remédios
Com a inclusão de novos produtos pelo governo, veja como fica a lista de medicamentos disponíveis no programa Farmácia Popular:

Gratuitos para todos
Diabetes: cloridrato de metformina (500 mg e 850 mg); glibenclamida (5 mg); insulina humana regular (100 ui/ml) e insulina humana (100 ui/ml).
Asma: brometo de ipratrópio (0,02 mg e 0,25 mg); dipropionato de beclometasona (50 mcg, 200 mcg e 250 mcg) e sulfato de salbutamol (100 mcg e 5 mg).
Hipertensão: atenolol (25 mg); captopril (25 mg); cloridrato de propranolol (40 mg); hidroclorotiazida (25mg); besilato de anlodipino (5 mg); losartana potássica (50 mg); succinato de metoprolol (25 ml); maleato de enalapril (10 mg); espironolactona (25 mg) e furosemida (40 mg).
Com coparticipação para a população geral e gratuitos para quem recebe Bolsa Família
Incontinência: fralda geriátrica.
Diabetes tipo 2 e doença cardiovascular (mais de 65 anos): dapagliflozina (10 mg).
Osteoporose: alendronato de sódio (70 mg).
Rinite: budesonida (32 mg e 50 mg); dipropionato de beclometasona (50 mcg/dose).
Anticoncepcionais: etinilestradiol (0,03mg) + levonorgestrel (0,15 mg); noretisterona (0,35 mg); acetato de medroxiprogesterona (150 mg) e valerato de estradiol (5 mg) + enantato de noretisterona (50 mg).
Dislipidemia (colesterol alto): sinvastatina (10 mg, 20 mg e 40 mg).
Doença de Parkinson: carbidopa (25 mg) + levodopa (250 mg) e cloridrato de benserazida (25 mg) + levodopa (100 mg).
Glaucoma: maleato de timolol (2,5 mg e 5 mg).