Foto Reprodução – Méliuz
O PIS 2023 foi pago pela Caixa Econômica Federal aos trabalhadores da iniciativa privada entre fevereiro e julho deste ano. Como de costume, o calendário evoluiu de acordo com o mês de nascimento dos trabalhadores.


Já servidores públicos receberão, no mesmo período, o Pasep, que foi pago pelo Banco do Brasil, conforme um cronograma que avançou de acordo com o último digito do número de inscrição.

O abono salarial foi repassado a todos os trabalhadores que atuaram com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2021 (ano-base), com remuneração de até dois salários mínimos. É necessário também estar inscrito no PIS ou Pasep há, pelo menos, cinco anos.

Os trabalhadores que têm direito, porém, ainda não realizaram o saque do PIS Pasep têm somente até o dia 28 de dezembro para retirar o dinheiro.

O valor do PIS Pasep oscila de acordo com o tempo trabalhado durante o ano-base de pagamento. Quem trabalhou o ano de 2021 inteiro recebeu o valor integral do abono (R$ 1.320), já quem trabalhou menos tempo, tem direito ao valor proporcional.

Como o salário mínimo passou por um novo reajuste em maio, quem recebeu antes disso teve como referência o valor antigo do piso nacional (R$ 1.302) para pagamento do PIS Pasep.

PIS: como consultar e sacar
Para quem é cliente da Caixa, o banco depositou o dinheiro na conta corrente ou poupança. Quem não é cliente teve o valor depositado na conta poupança digital – ele pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

Os trabalhadores podem consultar se têm direito ao PIS Pasep por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital, no portal gov.br ou, ainda, pelo telefone 158.